Buscar

Consumo de frango caipira cresce e produção pode ser desenvolvida por pequenos produtores

Embora leve o dobro do tempo para chegar ao ponto de abate, o produto tem preço de venda 30% maior

  • Kátia Baggio
  • reportagem@canalrural.com.br
  • Enviar

O consumo de frango caipira cresce a cada ano no Brasil e no mundo. Segundo uma empresa do ramo, que está expondo na feira de Maringá, 20% de todo o frango consumido na Europa é caipira. A atividade tem alto valor agregado e pode ser desenvolvida facilmente por pequenos produtores.

O frango caipira demora, em média, 90 dias para chegar ao ponto de abate, o dobro do frango comum. Em compensação, o preço de venda é 30% maior. A Europa paga de 7 a 8 euros pelo quilo do frango caipira. São vantagens que devem ser analisadas pelo pequeno produtor que está em busca de diversificação.

O manejo do frango caipira é praticamente o mesmo do frango de corte, chamado frango branco. Mas, o produtor que quer criar o caipira, precisa deixar uma área de dois metros quadrados de pastagem por ave. É esse complemento natural na alimentação que garante o sabor diferenciado da carne.

As aves gostam de grama suculenta e macia. A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) pode indicar as melhores para formar a pastagem. Quanto às raças, a carijó, pescoço pelado, pesadão e mesclada são as mais comuns. A Hisex é boa poedeira e ajuda na renda da propriedade com a produção de ovos.

As aves são comercializadas com 2,5 kg, o mesmo peso do frango comum e podem ser criadas em todo o país. O frango caipira brasileiro vai principalmente para a Venezuela, África, Europa e Rússia, mercados emergentes que o pequeno produtor também pode abastecer. Os fornecedores de pintinhos afirmam que eles já são os principais criadores.

CANAL RURAL

  • Enviar
comentários (3)
  • Amistander Santos

    Olá João Víctor, em relação a sua pergunta, o crescimento do frango está relacionado com seu potencial genético e manejo alimentar, assim sendo a criação de frango caipira em sistema intensivo você pode até ter conseguir abater com idade menor que 90 dias, mas esse frango já não será mais caipira.

    09/03/2013 | 22h38
  • João Víctor Gaspar Almeida Santos

    Eu queria saber se o frango fechado em viveiro (não muito grande cabe uns 25) ele cresce mais rápido ou demora mais?

    25/11/2012 | 10h02
  • João Víctor Gaspar Almeida Santos

    Eu queria saber se o frango fechado em viveiro (não muito grande cabe uns 25) ele cresce mais rápido ou demora mais?

    25/11/2012 | 10h02
carregando...

SERVIÇO

 
(SXC.HU)

MERCADO

Acompanhe as cotações das principais commodities

Portal traz dados dos maiores mercados do agro no Brasil

Esalq/USP oferece cursos de MBA a distância em Agronegócios, Agroenergia e Gestão Estratégica (Reprodução)

Cursos de MBA a distância da ESALQ/USP recebem inscrições

Programas são oportunidade para quem busca qualidade de ensino com praticidade

(Canal Rural)

VOCÊ NO RURAL

Conheça as nossas vagas e faça parte do principal
veículo de comunicação do agronegócio do país

BOLETIM

Resumo de Cotações

R$ / @ FOBAtualizada em:
01/09/2014 às 21:00
  • UF
  • Praça
  • Compra
    • MA
      • Balsas
      • 55,00
    • PR
      • Cascavel
      • 61,00
    • MS
      • Dourados
      • 58,00
    • RS
      • Passo Fundo
      • 61,00
    • MT
      • Rondonopolis
      • 58,50
    • GO
      • Rio Verde
      • 60,00
    • SP
      • Bebedouro
      • 60,00
    • TO
      • Pedro Afonso
      • 54,00
Ver mais dadosDisponibilizado por Safras & Mercado

ANUNCIE

 
(Divulgação/RuralBR)

ANUNCIE NO RURALBR

Você pode anunciar em todo o portal. Confira nossos formatos de publicidade

(Divulgação/clicRBS)

Canal Rural NO TWITTER

Siga o @canalrural e receba as dicas e atualizações em primeira mão, diretamente no seu twitter

RSS

 
(Divulgação/RuralBR)

FEEDS RURALBR

O noticiário do portal RuralBR também está disponível no formato RSS. Confira todos os canais disponíveis

Canal Rural possui diversas formas de interação com o público (Canal Rural)

Fale com o Canal Rural

Você pode enviar suas sugestões de reportagem para nossa equipe

Canal Rural

© 2011-2014 RuralBR.com.br

Todos os direitos reservados