Buscar

IBGE prevê safra de 185,9 milhões de toneladas de grãos em 2013

Estimativa de produção de cereais, leguminosas e oleaginosas será 14,8% superior à do ano passado

Atualizada às 13h34
  • Enviar
Jean Pimentel
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS
A área a ser colhida em 2013, estimada em 52,9 milhões de hectares, cresceu 8,4% frente à de 2012

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de maio, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), projeta uma safra de 185,9 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas em 2013, com aumento de 0,5% perante o levantamento de abril. Se confirmada, a safra será 14,8% superior à do ano passado, quando foi de 161,9 milhões de toneladas.

De acordo com o IBGE, a área a ser colhida em 2013, estimada em 52,9 milhões de hectares, cresceu 8,4% frente à de 2012, quando foram colhidos 48,8 milhões de hectares. O arroz, o milho e a soja que, somados, representaram 92,2% da estimativa, responderam por 86,0% da área a ser colhida.

Entre as grandes regiões, o volume da produção apresentou a seguinte distribuição: Centro-Oeste, 75,8 milhões de toneladas; Região Sul, 73,3 milhões de toneladas; Sudeste, 19,5 milhões de toneladas; Nordeste, 12,8 milhões de toneladas e Norte, 4,5 milhões de toneladas. Em relação à safra passada, houve altas de 7,0% na região Centro-Oeste, 32,7% na Sul, 1,2% na Sudeste e 8,2% na Nordeste.

Na região Norte houve queda de 4,0%. Nessa avaliação para 2013, o Mato Grosso foi o maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 23,8%, seguido pelo Paraná (20,3%) e Rio Grande do Sul (15,7%). Somados, estes três Estados representaram 59,8% do total nacional previsto.

Estimativa de maio em relação à de abril

No LSPA de maio destacaram-se as variações nas estimativas de produção, em relação a abril, de dez produtos: arroz (-1,2%), café (-0,3%), feijão 1ª safra (-10,2%), feijão 2ª safra (2,8%), feijão 3ª safra (-7,1%), mandioca (-2,7%), milho 1ª safra (-1,7%), milho 2ª safra (3,0%), sorgo (19,6%) e trigo (1,0%).

Arroz em casca: Em relação a abril, a estimativa da produção nacional de arroz decresceu, 139.829 toneladas (-1,2%) devido, principalmente, às avaliações do Piauí, 48.618 t (-32,6%), Maranhão, 46.789 t (-7,6%), Rondônia, 13.364 t (-9,2%), Rio Grande do Sul, 13.103 t (-0,2%), Bahia, 8.214 t (-77,0%), Paraíba, 7.639 t (-95,9%), Goiás, 4.311 t (-2,8%), Ceará, 1.847 t (-2,3%) e Minas Gerais, 1.090 t (-2,4%).

Café em grão: Em relação a abril, as informações de maio apresentaram decréscimo de 0,3% na produção esperada e acréscimo de 0,1% no rendimento médio. A variação na produção do café canephora em relação ao mês passado foi de apenas +0,4% e a variação apresentada pelo café arábica, de -0,5%. A estimativa para a safra nacional de 2013, com a colheita já iniciada, é de 2.984.483 toneladas, ou 49,7 milhões de sacas.

Feijão em grão: A estimativa da produção nacional de feijão, considerando as três safras do produto, foi de 3.029.682 toneladas, 4,5% menor que a informada em abril. A região Nordeste também foi a principal responsável por esta avaliação negativa da produção de feijão em relação ao levantamento anterior. Em números absolutos, os decréscimos foram de 115.377 toneladas na expectativa de produção do Nordeste, de 16.747 toneladas na da região Sul, de 5.952 toneladas na da Centro-Oeste e de 5.639 toneladas na da Sudeste. A região Norte foi a única a apresentar acréscimo na estimativa de produção, em termos absolutos, de 1.537 toneladas em relação à última avaliação. A 1ª safra de feijão participa com 41,6% da produção nacional de feijão em grão, a 2ª safra participa com 43,5% e a 3ª safra participa com 14,9%.

Mandioca: Nova avaliação negativa na estimativa de produção de mandioca para 2013, queda de 2,7% da produção em relação à informada em abril. A estiagem prolongada no nordeste, desde 2012, afetou a produção deste ano. Outro problema verificado no Nordeste foi a falta de material propagativo (manivas) para iniciar novos cultivos, pois a seca incentivou maior aproveitamento da parte aérea das plantas na alimentação animal. Variações negativas nas estimativas de produção foram informadas pela Bahia (-11,4%), Rio Grande do Norte (-54,0%), Paraíba (-25,3%), Piauí (-13,6%), Sergipe (-7,3%), Maranhão (-1,4%) e Ceará (-1,7%).

Milho em grão: De acordo com o levantamento de maio, a estimativa da produção total de milho em grão foi de 78.457.108 toneladas, 0,8% maior que a apresentada no mês anterior, mantendo a expectativa de safra recorde. A área plantada também apresentou aumento de 0,1% em relação a abril com decréscimo de 0,2% em relação a área colhida e a ser colhida. Do volume da produção esperada, 34,9 milhões de toneladas (44,5%) são de milho 1ª safra e 43,6 milhões de toneladas (55,5%) são de milho 2ª safra. Como o cereal apresenta-se com bons preços no mercado, os produtores investiram na segunda safra.

Soja: Conforme o levantamento, os bons preços e as melhores condições climáticas, principalmente na região Sul do país, explicam a alta da safra da soja em 2013. A safra de soja neste ano foi recorde e ultrapassou a produção de 2012 em 15.414.257 toneladas (23,5%). A área plantada avançou 10,6% e a área destinada à colheita, 10,9%.

Sorgo em grão: A estimativa de produção do sorgo em maio foi de 2.474.221 toneladas, com alta de 19,6% em relação à informação de abril. A estimativa de área plantada e a ser colhida tiveram crescimento de 12,2% e 12,3%, respectivamente, enquanto o rendimento médio avançou 6,4%. O aumento da estimativa de produção do sorgo em maio deveu-se, principalmente, a Goiás, maior produtor e responsável por 51,9% do total nacional, que confirmou aumento de 37,8% em relação a abril, refletindo uma expansão de 39,5% nas áreas plantada e colhida. Em Mato Grosso (9,3%), Minas Gerais (2,2%), Bahia (4,8%) e Rio Grande do Norte (11,0%) também houve acréscimos na expectativa de produção, em relação a abril.

Trigo em grão: Na avaliação de maio para a cultura do trigo, a expectativa de produção foi acrescida em 1,0%, sendo estimada em 5.512.627 toneladas. Houve, também, acréscimo na estimativa da área plantada, que foi de 2,6% frente a abril. Os destaques positivos foram as estimativas do Paraná (2,2%) e Minas Gerais (17,3%) e o negativo foi Goiás (-30,0%).

Estimativa de maio em relação à produção obtida em 2012

Dentre os 26 produtos selecionados, 16 apresentaram altas nas estimativas de produção em relação ao ano anterior: amendoim em casca 1ª safra (5,9%), arroz em casca (3,9%), aveia em grão (12,2%), batata-inglesa 1ª safra (2,6%), batata-inglesa 2ª safra (1,3%), café em grão - canephora (4,0%), cana-de-açúcar (10,3%), cevada em grão (31,9%), feijão em grão 1ª safra (3,3%), feijão em grão 2ª safra (18,0%), milho em grão 1ª safra (5,0%), milho em grão 2ª safra (14,4%), soja em grão (23,5%), sorgo em grão (21,4%), trigo em grão (25,9%) e triticale em grão (17,0%). Com variação negativa foram dez produtos: algodão herbáceo em caroço (30,6%), amendoim em casca 2ª safra (12,5%), batata-inglesa 3ª safra (14,9%), cacau em amêndoa (6,9%), café em grão - arábica (4,7%), cebola (9,3%), feijão em grão 3ª safra (6,7%), mandioca (2,0%), laranja (14,2%) e mamona em baga (18,1%).

Os incrementos de produção mais significativos, em números absolutos, na comparação com a safra 2012 foram: cana-de-açúcar, soja e milho. Nesta comparação anual as maiores variações negativas em números absolutos se observam para a laranja, algodão e mandioca.

IBGE

  • Enviar
carregando...

SERVIÇO

 
(SXC.HU)

MERCADO

Acompanhe as cotações das principais commodities

Portal traz dados dos maiores mercados do agro no Brasil

Esalq/USP oferece cursos de MBA a distância em Agronegócios, Agroenergia e Gestão Estratégica (Reprodução)

Cursos de MBA a distância da ESALQ/USP recebem inscrições

Programas são oportunidade para quem busca qualidade de ensino com praticidade

(Soja Brasil)

aplicativo

Soja Brasil lança aplicativo para iPhone e iPad

Versão atualizada do app é mais leve e apresenta novas funcionalidades

(Canal Rural)

VOCÊ NO RURAL

Conheça as nossas vagas e faça parte do principal
veículo de comunicação do agronegócio do país

BOLETIM

Resumo de Cotações

R$ / @ FOBAtualizada em:
24/10/2014 às 12:30
  • UF
  • Praça
  • Compra
    • MA
      • Balsas
      • 49,50
    • PR
      • Cascavel
      • 61,00
    • MS
      • Dourados
      • 59,00
    • RS
      • Passo Fundo
      • 62,00
    • MT
      • Rondonopolis
      • 57,50
    • GO
      • Rio Verde
      • 59,00
    • SP
      • Bebedouro
      • 58,50
    • TO
      • Pedro Afonso
      • 48,00
Ver mais dadosDisponibilizado por Safras & Mercado

ANUNCIE

 
(Divulgação/RuralBR)

ANUNCIE NO RURALBR

Você pode anunciar em todo o portal. Confira nossos formatos de publicidade

(Divulgação/clicRBS)

Canal Rural NO TWITTER

Siga o @canalrural e receba as dicas e atualizações em primeira mão, diretamente no seu twitter

RSS

 
(Divulgação/RuralBR)

FEEDS RURALBR

O noticiário do portal RuralBR também está disponível no formato RSS. Confira todos os canais disponíveis

Canal Rural possui diversas formas de interação com o público (Canal Rural)

Fale com o Canal Rural

Você pode enviar suas sugestões de reportagem para nossa equipe

Canal Rural

© 2011-2014 RuralBR.com.br

Todos os direitos reservados