Buscar

Seminário em São Paulo debate sobre o futuro da água no país

Preocupação com o abastecimento de água para agricultura vem crescendo no Brasil

  • Enviar
Gilmar de Souza
Foto: Gilmar de Souza / Agencia RBS
Brasil possui 17% da água fresca do mundo e 3% da população

Nesta terça, dia 20, foi realizado em São Paulo, o Seminário “Água e Agricultura”, que reuniu especialistas em recursos hídricos e recuperação de mananciais. A preocupação com o abastecimento de água para agricultura vem crescendo no Brasil, motivada também pela aplicação do Código Florestal Brasileiro. O país ainda está longe dos índices positivos de países com os Estados Unidos, mas exemplos positivos começam a se multiplicar.
 
O produtor Vanderlei Rodrigues nasceu e cresceu no meio da propriedade rural, em Araras no interior de São Paulo. Há 20 anos,quando a preocupação com o meio ambiente não era tão discutida, largou na frente. Recuou a lavoura cerca de 10 metros do córrego.
 
Agora, para se adaptar ao novo Código Florestal não vai precisar de muito. Como a propriedade tem menos de quatro módulos, ele vai ter que reflorestar oito metros, a área de preservação permanente.
 
– Vamos ter nos preocupar menos, pois já temos uma faixa em recuperação – diz o produtor.
 
A preservação correta garante o abastecimento dos dois açudes que servem para o gado beber água. A empresa que presta consultoria ambiental para a Rodrigues tem 400 clientes. Segundo o engenheiro florestal, Matheus Guidotti, todos são produtores que precisam equilibrar a produção e o meio ambiente.
 
– Desde maio de 2012, tivemos muita procura e interesse dos fazendeiros, produtores rurais. Os produtores estão com uma consciência que nos deixa surpresos. O maior ganhador é o meio ambiente – salienta Guidotti.
 
Esta aproximação do produtor rural com o meio ambiente foi destaque no seminário "Água e Agricultura". Especialistas, organizações não governamentais e representantes do governo debateram a relação direta dos recursos hídricos com a agricultura, maior consumidora de água doce no Brasil.
 
– O setor governamental precisa acompanhar estas mudanças, além do setor financeiro, setor regulador. Não adianta um fazendeiro, produtor ou mesmo uma empresa tentar mudar a realidade sozinha, processo tem que envolver a sociedade inteira e vai um tempo, mas a gente começou bem – comemora diretor executivo conservação internacional, André Guimarães.

A diretora da Monsanto, Gabriela Burian, trabalha há 5 anos no programa "Produzir e Conservar", parceria da ONG Conservação Internacional com a multinacional Monsanto. O projeto prevê investimentos de US$ 13 milhões no cerrado e na mata atlântica. 

– O desafio é longo, pois o Brasil é o maior com megabiodiversidade. Tem na natureza dele que preservar mesmo. O país possui 17% da água fresca do mundo e 3% da população. Tem também o papel de produzir comida para o resto do mundo. Na verdade, passa por muita tecnologia, gerenciamento de sistema. É preciso produzir mais numa mesma área e conseguir preservar mais – destaca.

O superintendente de regulação da Agência Nacional de Águas, Patrick Thomas, falou sobre os desafios para colocar o Brasil em posição de destaque mundial na preservação de recursos hídricos.

– É preciso uma gestão descentralizada, participativa nos comitês, bacia com instrumentos da política, planos de bacias. Só assim nosso país poderá crescer, se desenvolver e não ficar sem água – destaca.


CANAL RURAL

  • Enviar
comentários (2)
  • sebastiao eustaquio ladeira

    Já enviei varios emails para o ministerio do meio ambiente,para a presidente Dilma,orgaos governamentais,senadores e nunca tive uma resosta de nenhum deles.Enquanto nao pagarem o merecido para os produtores rurais preservarem suas nascentes,suas reservas legais nao havera o progresso neste sentido

    10/09/2013 | 09h40
  • josé carpes

    Na verdade, o Brasil tem compromisso maior de produzir alimentos, primeiramente, para sua população, a produção voltada para exportação é apenas uma questão de opção momentânea, econômica - essa é minha visão. Preservar, é dever de deixar alguma coisa para nossos descendentes.

    21/08/2013 | 14h38
carregando...

SERVIÇO

 
(SXC.HU)

MERCADO

Acompanhe as cotações das principais commodities

Portal traz dados dos maiores mercados do agro no Brasil

Esalq/USP oferece cursos de MBA a distância em Agronegócios, Agroenergia e Gestão Estratégica (Reprodução)

Cursos de MBA a distância da ESALQ/USP recebem inscrições

Programas são oportunidade para quem busca qualidade de ensino com praticidade

(Canal Rural)

VOCÊ NO RURAL

Conheça as nossas vagas e faça parte do principal
veículo de comunicação do agronegócio do país

BOLETIM

Resumo de Cotações

R$ / @ FOBAtualizada em:
01/10/2014 às 11:30
  • UF
  • Praça
  • Compra
    • MA
      • Balsas
      • 48,40
    • PR
      • Cascavel
      • 58,00
    • MS
      • Dourados
      • 56,50
    • RS
      • Passo Fundo
      • 58,00
    • MT
      • Rondonopolis
      • 55,00
    • GO
      • Rio Verde
      • 54,00
    • SP
      • Bebedouro
      • 57,00
    • TO
      • Pedro Afonso
      • 47,00
Ver mais dadosDisponibilizado por Safras & Mercado

ANUNCIE

 
(Divulgação/RuralBR)

ANUNCIE NO RURALBR

Você pode anunciar em todo o portal. Confira nossos formatos de publicidade

(Divulgação/clicRBS)

Canal Rural NO TWITTER

Siga o @canalrural e receba as dicas e atualizações em primeira mão, diretamente no seu twitter

RSS

 
(Divulgação/RuralBR)

FEEDS RURALBR

O noticiário do portal RuralBR também está disponível no formato RSS. Confira todos os canais disponíveis

Canal Rural possui diversas formas de interação com o público (Canal Rural)

Fale com o Canal Rural

Você pode enviar suas sugestões de reportagem para nossa equipe

Canal Rural

© 2011-2014 RuralBR.com.br

Todos os direitos reservados